Da Redação

A chuva que caiu sobre algumas regiões do Paraná no último fim de semana elevou para 600 mil o número de afetados por alagamentos e enxurradas no estado segundo boletim divulgado na tarde desta segunda-feira (16).  Segundo a Defesa Civil, já são 152 cidades atingidas, sendo 147 em estado de emergência.

Gov. Beto Richa vistoria áreas afetadas pelas enchentesFoto: AEN

A cidade com maior número de afetados é Cascavel com 150 mil afetados. Em todo o estado são 32 mil desalojados. Em Curitiba são 16.804 afetados e 174 desabrigados.

Onze pessoas morreram e 171 ficaram feridas. São 38 mil desalojados e 5 mil desabrigados e mais de 594 mil pessoas afetadas. Mais de 13 mil casas foram danificadas.

Hoje, a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, liberou mais R$ 2,1 milhões para assistência às vítimas da forte chuva que atingiu o Paraná. A portaria foi publicada na edição desta segunda-feira no Diário Oficial da União. Este é o terceiro repasse de recursos para o estado. Na semana passada, o governo já havia destinado mais de R$ 346 mil para a execução de ações de socorro, assistência às vítimas e restabelecimento de serviços essenciais. Segundo a assessoria da pasta, os recursos foram destinados à compra de cestas básicas.

O Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) informou que a semana começa com mais uma frente fria nos estados do sul do Brasil. O tempo permanece instável no Paraná, mas a tendência é de chuvas rápidas e isoladas ao longo desta segunda-feira. A possibilidade de chuva é maior na região sul do estado. Segundo o Simepar, o tempo segue instável em áreas em que ainda há alagamentos.