Redação

Os servidores municipais de Araucária, na região metropolitana de Curitiba, terão que voltar ao trabalho nesta terça-feira (10), pelo menos por meio período. A determinação foi dada pela Justiça nesta segunda-feira (9), em resposta ao questionamento dos prejuízos causados pela greve, feito pela prefeitura. A determinação judicial é para que os servidores cumpram 50% da carga horária. Com isso, as aulas nas escolas municipais devem durar até o recreio e os demais serviços só irão funcionar por meio período. Caso a decisão não seja cumprida, a Justiça determinou multa diária de R$ 50 mil para o sindicato da categoria.

A greve dos servidores de Araucária começou na quarta-feira (4). Cerca de 70 categorias cruzaram os braços e os serviços mais afetados são de saúde e educação. A principal reivindicação dos servidores é com relação a reposição salarial e um calendário para retomar o pagamento dos avanços de qualificação, que estariam congelados desde janeiro.

Na última noite, um grupo de servidores ficou acampado em frente à sede da prefeitura. Eles armaram barracas e ocuparam as escadarias do prédio em vigília, com o uso de velas. Não há previsão para o fim da paralisação.

Na semana passada, osservidores entraram em contato com os vereadores para que auxiliassem na negociação das reivindicações. Em conversa entre prefeito, vereadores e funcionários na última sexta-feira (6), nenhuma perspectiva de avanço foi oferecida.

Outro lado

Em nota, a prefeitura comunicou que a arrecadação de Araucária caiu em mais de R$ 50 milhões desde o início do ano, ao mesmo tempo em que o índice da folha de pagamento dos servidores ultrapassou o limite de 51,3% previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.Com isso, a prefeitura não teria como atender os servidores.