“Este foi o melhor seminário de mobilização que já foi realizado até o momento no País, tanto em número de participantes como na qualidade da organização”, afirmou o conselheiro e coordenador da 5ª Conferência Nacional das Cidades, Fernando Pigatto, ao término do evento preparatório para o encontro nacional nesta segunda-feira (04), em Curitiba.

O encontro teve início às 9 horas, no auditório do Ministério Público (MP), que cedeu o espaço e cujo representante, procurador Odoné Serrani Junior, deu as boas vindas aos presentes. Em seguida, o presidente do Conselho Estadual das Cidades e secretário do Desenvolvimento Urbano do Paraná, Ratinho Junior, fez a abertura do evento destacando as palavras de Odoné, ao enfatizar a importância da participação popular nos destinos das cidades. “É o exercício da democracia plena no Governo do Paraná, com prefeitos, autoridades, ONGs, Associações diferentes e a população discutindo, analisando e dando a direção para o melhor rumo de suas respectivas cidades”, realçou Ratinho Junior.

Antenado com os princípios do encontro, o conselheiro Estadual das Cidades do Paraná, Osni Bazílio Mendes, considera que a mobilização para estes encontros fortalece os municípios e propicia maior participação da população na escolha das diretrizes de governo. “Precisamos mobilizar um grande número de participantes para a Conferência das Cidades. Este evento é de suma importância para todos. Possibilita a discussão de temas importante à população e coloca lado a lado governo, prefeitos, técnicos e agentes do terceiro setor na busca de soluções para uma cidade transformadora”, destacou.

O Seminário de Mobilização à 5ª Conferência Nacional das Cidades terminou às 17 horas, com a participação de representantes do Ministério das Cidades, prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais, coordenadores e conselheiros do Concidades e entidades de classe. Juntos, eles discutiram e alinhavaram as diretrizes para os preparativos à Conferência Estadual que vai ocorrer, em agosto, em Foz do Iguaçu.

Da Conferência Estadual das Cidades sairão as propostas a serem levadas, analisadas e discutidas, posteriormente, na Conferência Nacional das Cidades. Além da mobilização, também fez parte da pauta do seminário desta segunda-feira, a importância das Conferências das Cidades, a Reforma Urbana, Desenvolvimento e Sustentabilidade em com o progresso e a importância da participação dos atores sociais nas conferências das cidades.

“São temáticas de interesse dos municípios já colocadas na agenda dos próximos encontros municipais e estadual”, destaca o coordenador estadual da Conferência no Paraná, Gilmário Ferraz.