Da Redação

(Foto: Reprodução/Facebook)

Os professores municipais de Curitiba decidiram, em assembleia realizada na tarde desta terça-feira (21), manter a greve por tempo indeterminado. Segundo o Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal (Sismmac), como não foi apresentada nenhuma proposta por parte da prefeitura, os funcionários optaram por dar continuidade à paralisação.

Uma nova assembleia foi marcada para as 14h desta quarta (22) na Praça Nossa Senhora do Salete, no Centro Cívico, para definir os rumos da mobilização. Ainda de acordo com o Sismmac, ainda não há nenhuma reunião prevista com a classe patronal.

Outro lado

A Prefeitura de Curitiba afirmou que recebeu a equipe do Sismmac na manhã desta terça, na sede da Secretaria de Recursos Humanos. Durante o encontro foi exposta a situação financeira do município neste início de governo.

A partir do que foi apresentado, a administração municipal explicou à comissão que a implementação do Plano de Carreira, bem como a contratação de novos professores, dependerão da implementação das medidas de ajuste fiscal que serão encaminhadas à Câmara Municipal nos próximos dias.

A Prefeitura de Curitiba reiterou o compromisso de implementar o Plano de Carreira e contratar professores, mas tudo dentro da realidade financeira da cidade.

Estiveram presentes representantes do Sismmac e das secretarias municipais de Recursos Humanos, Governo Municipal, Educação e Finanças.

Notícia relacionada