Por Felipe Ribeiro e Antônio Nascimento

Sem emprego há quase três anos, funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, fizeram um protesto nesta segunda-feira (17) para pedir a reabertura da unidade. O hospital está fechado desde janeiro de 2012, mas recentemente foi reformado e depende apenas da liberação do Conselho Regional de Medicina (CRM) para que seja reaberto.

santacasaFoto: Antônio Nascimento – Banda B

De acordo com uma funcionária identificada apenas como Mari, eles estão cansados de esperar, já que as promessas de reabertura são várias. “Estamos aqui para que as autoridades tomem consciência. Esse é o único hospital de Colombo e queremos voltar a trabalhar, já que estamos sem salário desde o fechamento”, comentou.

O local foi interditado pelo CRM e pela Vigilância Sanitária em janeiro de 2012, sob alegações de falta de estrutura adequada e de medicamentos, além de atraso salarial e ausência de diretores clínicos. Na época, os salários haviam sido suspensos para 120 trabalhadores, mas cerca de 50 já pediram demissão e mudaram de unidades.

Em entrevista à Rádio Banda B, a prefeita Beti Pavin (PSDB) disse que a administração municipal buscou fazer tudo o que foi requisitado e espera que o CRM libere a Santa Casa até o dia 1° de dezembro. “Todos queremos essa reabertura e já buscamos parceria com o governador Beto Richa para modernizar os equipamentos. Agora contamos com o apoio do sindicato para pressionar o CRM na próxima quarta-feira”, garantiu.

Notícia Relacionada:

Santa Casa da Misericórdia de Colombo será reaberta até começo do ano que vem, diz interventor