Do Jornal Extra

caso

(Foto: Reprodução Facebook)

O pai da família encontrada morta na manhã da última segunda-feira em um condomíno da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, abriu uma empresa em sociedade com a mulher, Laís Khouri, de 48 anos, em junho. Nabor Coutinho de Oliveira Junior, de 43, foi achado no pátio do Edíficio Lagoa Azul, na Avenida Prefeito Dulcídio Cardoso, ao lado dos filhos, Henrique, de 10 anos, e Arthur, de 7. A principal suspeita é de que ele matou a mulher e os filhos antes de se suicidar.

A empresa, N Reach Consultoria de Sistemas LTDA, é do ramo de serviço de softwares. Ela está registrada em Contagem, cidade natal do casal, em Minas Gerais. Nabor tinha 99% da empresa e Lais, 1%. Ele abriu a firma um mês antes de abandonar a carreira na TIM para dar consultoria na companhia americana Datami, que trabalha com marketing para celular. Nenhum dos dois tem registros de dívidas nos sistemas de crédito.

O delegado Fábio Cardoso, titular da Divisão de Homicídios da Capital, informou que Nador tinha problemas no novo trabalho. De acordo com ele, familiares afirmaram que ele não estava feliz na empresa.

Para ler a matéria completa e conferir o passo a passo do crime que chocou o país clique aqui e acesse o Portal do Jornal Extra.