Juliano Cunha/Banda B
Seis ônibus ficaram destruídos e os bombeiros salvaram um coletivo antes que as chamas o atingissem

Seis ônibus biarticulados foram destruídos em um incêndio durante a noite desta quinta-feira (14) em um terreno de uma empresa de transporte coletivo na cidade de Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Foram necessários quatro carros do Corpo de Bombeiros para combater as chamas. Ninguém ficou ferido.

Os ônibus estavam estacionados no terreno, que fica na esquina das Avenidas 24 de Maio com a Ayrton Senna da Silva, no bairro Weissópolis. O incêndio começou por volta das 22h30. “O trabalho da equipe dos bombeiros foi bem rápido e agiu de maneira eficiente para conter as chamas. Possivelmente haverá uma investigação para saber o que originou as chamas, então neste momento fica difícil apontar o que realmente ocorreu neste local. Na parte do motor há presença de gás e outras substâncias, e isso pode ter auxiliado nas explosões que aconteceram durante o incêndio”, contou o capitão Daniel do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o capitão, seis ônibus ficaram destruídos e os bombeiros conseguiram salvar um coletivo antes que as chamas o atingissem. Os ônibus pertenciam a empresa Expresso Azul Transporte Coletivo, e de acordo com um funcionário da empresa, eles já não circulavam mais. “Eram ônibus que estavam desativados praticamente porque uns estavam em manutenção, outros para vender. Há dois anos eles estavam parados mais ou menos”, contou o funcionário identificado apenas como Guilherme.

A principal hipótese da polícia é que o incêndio tenha sido causado por um ato de vandalismo isolado. Testemunhas teriam visto um homem de moletom marrom, de bicicleta, passando pelo local. Ele pode ter ateado fogo nos coletivos. O caso passa a ser investigado pela Delegacia de Pinhais.