A Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu), coordenada pela Polícia Militar, feita nas noites de sexta-feira (15) e sábado (16), em Curitiba vistoriou oito estabelecimentos comerciais, como bares e lanchonetes. Seis foram interditados imediatamente e outros dez que seriam fiscalizados, estavam fechados no momento da abordagem. Duas casas de swing, ambas no Bairro Alto, também foram vistoriadas e não apresentaram irregularidades.

Nos quatro locais fechados na sexta-feira, foram emitidas 16 autuações administrativas por irregularidades diversas. A polícia abordou 56 pessoas, emitiu nove infrações de trânsito e removeu cinco veículos.

Um bar, no Uberaba, foi autuado pela Secretaria Municipal de Urbanismo por falta de documentação, e notificado pela Polícia Civil por falta de alvará com prazo regularização, e orientado verbalmente pela Vigilância Sanitária.

Uma lanchonete, no Cajuru, foi fechada pela Secretaria Municipal do Urbanismo e notificada pela Polícia Civil por falta de alvará, recebeu orientação verbal da Vigilância Sanitária, foi notificada pelo Corpo de Bombeiros por falta de vistoria e de extintores e, no local, o Setran lavrou um auto de infração de trânsito.

Em um bar, no Tingui, a Secretaria Municipal de Urbanismo fechou o local por falta de alvará, o Corpo de Bombeiros notificou por falta de vistoria e de extintores, a Polícia Civil também emitiu notificação por ausência de alvará. A Vigilância Sanitária emitiu auto de infração por permitir fumar no ambiente e a Setran lavrou quatro autos de infração de trânsito e removeu três veículos.

Outro bar, no Cajuru, foi fechado pela Secretaria Municipal do Urbanismo por falta de alvará, sendo notificado pela Polícia Civil. No local houve apreensão de cigarros, o Corpo de Bombeiros lavrou uma notificação por falta de vistoria, a Vigilância Sanitária notificou o estabelecimento por falta de limpeza e manutenção dos equipamentos e a Setran lavrou quatro autos de infração de trânsito e removeu dois veículos.

No sábado, foram emitidas 10 autuações administrativas por irregularidades diversas, além de 259 pessoas abordadas e 10 infrações de trânsito emitidas.

Um bar, no Guabirutuba, foi notificado pela Secretaria Municipal do Urbanismo por desvirtuamento do ramo, pela Polícia Civil por falta de alvará, com prazo para regularização, além de ser notificado pelo Corpo de Bombeiros por falta de vistoria e pela Vigilância Sanitária pela Lei Antifumo. O estabelecimento também foi notificado por possuir condições precárias de higiene, falta de estrutura física adequada, interditado indeterminadamente por falta de condições de higiene e uma criança, que estava no ambiente, foi orientada.

Em uma boate, no Uberaba, a Secretaria Municipal do Urbanismo lavrou auto de infração por falta de alvará e fechou o local, a Vigilância Sanitária lavrou um termo para que, em um prazo estipulado, o local se adapte às normas e a Setran lavrou dois autos de infração de trânsito.

Duas casas de swing, ambas no Bairro Alto, também foram vistoriadas e não apresentaram irregularidades. Nos locais foram lavrados, em cada uma, quatro autos de infração de trânsito.