A segunda enchente em três meses que atingiu as casas da Rua Cerro Azul, no Jardim Paloma, em Colombo, região metropolitana de Curitiba, fez os moradores realizarem um protesto na tarde deste domingo (3). De acordo com o relato deles, durante a madrugada de hoje a altura da água chegou a 80 centímetros.

Adriane Antunes disse à Banda B que o protesto foi a última alternativa, já que, parafraseando o deputado Tiririca, ‘pior do que ta não fica’. “Já tentamos de tudo com a Prefeitura no ano passado e com a atual gestão e até agora nada. Talvez quando alguém morrer eles vão fazer alguma coisa”, reclamou.

A moradora disse que seu irmão perdeu tudo e explicou que uma vala atrás das casas é a causadora das enchentes. “Eles ficaram de realizar uma manilha ali, mas até agora só ficou na promessa. É uma situação complicada e que esperamos uma solução. Não adianta prometer na campanha política e não cumprir”, concluiu.

A Banda B passará as reclamações dos ouvintes à assessoria de imprensa da Prefeitura de Colombo.