A Secretaria Municipal de Saúde informa à população que o atendimento na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba está assegurado e reafirma apoio à instituição para superar a crise. No Evangélico atuam centenas de médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde, alguns dos quais figuram entre os mais respeitados da comunidade médica e acadêmica de Curitiba.

A prioridade da Secretaria, como gestora do SUS, é garantir a continuidade da prestação de serviço e contribuir para a recuperação do hospital, que é essencial no contexto do atendimento à saúde na cidade. A autoridade de saúde apoia a investigação policial em andamento, para que os fatos sejam esclarecidos e esse corpo clínico altamente qualificado possa trazer a normalidade de volta ao hospital.

Com a força-tarefa médica que assumiu temporariamente a UTI Geral, os pacientes internados e seus familiares têm a tranquilidade de que todos os protocolos estão sendo cumpridos, sob acompanhamento do médico observador designado pelo Município, o ortopedista e traumatologista Luiz Carlos Sobania. A sindicância iniciada pela Secretaria Municipal, com apoio do Conselho Regional de Medicina e da Secretaria Estadual de Saúde, vai averiguar irregularidades em atendimentos realizados no passado.

Aos médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde e demais funcionários do Hospital Evangélico, a Secretaria Municipal de Saúde manifesta o reconhecimento pelos bons serviços prestados ao longo dos anos e o propósito de trabalhar em conjunto para superar o momento difícil e restabelecer a confiança e a transparência, garantindo a permanência da instituição.