Da Redação

A secretária estadual da Educação, Ana Seres, voltou a falar nesta terça-feira (27) sobre os estudos do governo do estado que podem fechar até 71 escolas no ano que vem. Em entrevista à Agência de Notícias do Paraná, ela garantiu que os estudos para readequação das escolas acontece desde 2006 e que o ano “atípico” seria o responsável pelo excesso de críticas. Ana Seres também afirmou ainda que as escolas só serão temporariamente fechadas após consulta da comunidade escolar.

Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Coletiva de imprensa com a secretária Ana Seres Trento Comin sobre os estudos de avaliação da reestruturação da oferta de ensino da rede estadual. Curitiba, 27/10/2015. Foto: Hedeson Alves/SEED

Secretaria Ana Seres (Foto: AEN)

“Estamos em um processo de duas paralisações, ataques sucessivos ao governo do estado e qualquer coisa é motivo para críticas. As medidas que estamos tomamos não são para polemizar, mas são decisões do dia a dia e que exigem nossa responsabilidade. Eu também tenho que prestar contas, mas claro que nossa preocupação maior é a questão pedagógica, é o aluno”, disse Ana Seres.

A denúncia de que escolas poderiam ser fechas surgiu na última semana pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato) na última semana. O tema vem sendo discutido pela Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, que garante ser contra a medida.

Segundo a secretária, ainda não há qualquer definição de fechamento e todos os 71 casos serão analisados um por um. “Não se fecha uma escola por telefone ou pelo envio de um documento”, declarou a secretária. “É preciso haver diálogo com a comunidade escolar. Vamos analisar caso a caso”, disse.

Temporário

A interrupção das atividades de uma escola, segundo o governo do estado, acontece de forma temporária até dois anos. Neste período, caso aconteça o aumento de matrícula, a escola seria reaberta. O estudo possui três critérios técnicos que definem a cessação ou não de um colégio: o número de matrículas, a questão pedagógica e recursos humanos.

Notícias Relacionadas:

Com fechamento de apenas metade das escolas previstas, Governo já vai economizar cerca de R$ 15 milhões ao ano

Após pressão, superintendente da Educação diz que escola do Santa Quitéria precisa ser mantida

Sindicato denuncia que Estado pode fechar mais de cem escolas; governo alega estudos de “otimização”