Foi concluída terça-feira (26) a capacitação da terceira turma de servidores dos Centros de Socioeducação (Censes) e Casas de Semiliberdade para operação do Sistema de Medidas Socioeducativas (SMS). O sistema de informação foi desenvolvido com base em similar utilizado pela Secretaria de Segurança Pública e foi operacionalizado pela Celepar – Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná.

“O sistema irá permitir mais agilidade no acompanhamento dos processos e também nos oferecerá a construção de um diagnóstico do sistema socioeducativo em médio prazo”, explica a coordenadora de Medidas Socioeducativas, Claudia Foltran. Ao todo, 98 servidores e diretores aptos a operar e alimentar o sistema com informações sobre os adolescentes.

A nova ferramenta permitirá o cadastro e acompanhamento processual dos adolescentes em conflito com a lei em atendimento nos 18 Censes e 6 Casas de Semiliberdade, distribuídos em 15 municípios do Estado.

Agora, todo o atendimento será registrado, possibilitando a geração de dados e o repasse de informações precisas e com agilidade. A confecção de relatórios gerados pelo sistema, por meio dos dados alimentados diariamente, proporcionará à Secretaria da Família e Desenvolvimento Social a continuidade na melhoria do atendimento aos adolescentes em internação provisória e cumprimento de medida socioeducativa de privação e restrição de liberdade.

“Os servidores capacitados nesta primeira fase poderão repassar os procedimentos para outros colegas na volta às suas unidades para que eles também possam operar o sistema”, diz Claudia Foltran.

INVESTIMENTOS: O investimento total em obras e reformas das unidades até o fim deste ano será de R$ 43 milhões. Isso inclui uma nova unidade em São José dos Pinhais, com capacidade para 78 vagas, que está em fase de finalização de obra. Inclui, ainda, duas novas Casas de Semiliberdade em Paranavaí e Umuarama, a reconstrução dos Censes de Toledo, Cascavel I e Pato Branco ainda este ano, mais um Cense com 60 vagas, além de ampliações e melhorias em todas as unidades.

A previsão é que também sejam aplicadas, ainda este ano, R$ 7,5 milhões para melhorar o atendimento e infraestrutura das unidades socioeducativas.

UNIDADES: Os Centros de Socioeducação (Censes) e as Casas de Semiliberdade são unidades de atendimento socioeducativo necessárias para a organização e o funcionamento das condições de cumprimento das medidas socioeducativas de internação e semiliberdade. A internação constitui medida privativa de liberdade. O Estado do Paraná conta atualmente com 18 Centros de Socioeducação (Censes) e seis casas de Semiliberdade.