O secretário da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, vai se reunir em Londrina, na próxima quinta-feira (28), com grupo norte-americano para apresentar o Projeto Arco Norte de Londrina – implantação de um aeroporto de cargas. Uma comitiva da Agência dos Estados Unidos para o Comércio e Desenvolvimento (USTDA), órgão de fomento do Congresso Americano, vai analisar o projeto e fará um vôo sobre a possível área de implantação. Após esta avaliação técnica, será realizada, às 16h30, uma coletiva de imprensa no auditório da Infraero de Londrina.

No encontro serão apresentadas as potencialidades de Londrina e, também, detalhados dados do projeto Arco Norte, como o local apropriado para implantação de um aeroporto de carga. O aeroporto não atenderá somente a Londrina, mas outros municípios como Cambé, Rolândia, Ibiporã, Arapongas e Apucarana, facilitando o transporte de cargas aeroviárias de toda a região. A obra também comportará a demanda de estados vizinhos do Paraná e parte da região central do Brasil.

Richa Filho iniciou o diálogo com a diretoria da Agência dos Estados Unidos para o Comércio e Desenvolvimento (USTDA), órgão de fomento. O secretário quer uma parceria com americanos para o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (Evtea) do projeto Arco Norte.

Esta agência dos Estados Unidos incentiva investimentos de empreendedores norte-americanos no Exterior e fornece recursos, a fundo perdido, para obras de infraestrutura em países em desenvolvimento.

Hoje o Paraná tem 40 aeroportos e aeródromos públicos. Destes, 36 são administrados pelas prefeituras, em parceria com o governo estadual. O Estado possui também quatro aeroportos (Afonso Pena, Bacacheri, Londrina e Foz do Iguaçu), de responsabilidade da Infraero.