Da Redação com AEN

O boletim da dengue divulgado nesta terça-feira (29) pela Secretaria de Saúde do Praná traz a confirmação de mais duas mortes por dengue registradas nos municípios de Flórida e Rolândia. O caso de Flórida trata-se de uma mulher de 46 anos, com diabetes e hipertensão, que morreu em janeiro de 2014. Já o morador de Rolândia tinha 58 anos, também era portador de diabetes e hipertensão e morreu em abril deste ano.

Paraná reforça monitoramento da dengue antes do verão.Foto: Divulgação

(Foto: Divulgação AEN-PR)

“A morte por dengue geralmente é evitável. Com um diagnóstico precoce e um tratamento adequado, é possível que o paciente seja curado”, destacou o superintendente da Sesa, Sezifredo Paz. Contudo, Sezifredo lembra que há situações em que o paciente já tem doenças crônicas pré-existentes e o quadro clínico debilitado pode prejudicar o sucesso do tratamento. “Quem é doente crônico ou tem alguém na família nessas condições deve ter atenção redobrada”, completou.

Outro ponto que está recebendo atenção especial do Governo do Estado é o atendimento aos pacientes com suspeita da doença. A Secretaria Estadual da Saúde recomenda que os profissionais dos pronto-atendimentos continuem em alerta e acompanhem de perto a evolução de cada caso.

A secretaria estadual da Saúde investiga também outros dois óbitos em Maringá e um em Rolândia.