A Sanepar vai testar nos próximos meses, em seis cidades do Paraná, um novo modelo de instalação de hidrômetros nos imóveis. A expectativa é que ocorra uma redução na troca de equipamentos em razão de furtos e avarias. Em 2012 foram registrados em todo o Paraná 2.649 casos de furtos de hidrômetros e 41.806 casos de consertos no cavalete.

A caixa de proteção de hidrômetro é feita em policarbonato, um material plástico altamente resistente, cujo formato permite que apenas as equipes da Sanepar mexam no equipamento.

As caixas serão fixadas nos muros ou paredes e terão uma tampa transparente e gradeada para facilitar a leitura do consumo de água. Essa tampa pode ser retirada com uma chave especial pelo lado de fora para consertos do equipamento, sem a necessidade da presença do proprietário do imóvel.

Inicialmente, 5 mil caixas serão instaladas para teste nas unidades da Sanepar em Curitiba, Londrina/Cambé, Guarapuava, Apucarana, Cascavel e Umuarama. No final do ano será feita uma avaliação do modelo proposto. Se os resultados esperados se confirmarem, as caixas de proteção de hidrômetro devem ser adotadas pela empresa a partir do ano que vem como mais uma opção para ligação de água.