Da SMCS

ponte25092013

(Foto: Divulgação SMCS)

A passarela de pedestres em estrutura metálica, localizada na Rua Adalberto Gil da Silva, na divisa dos bairros Santa Quitéria e Campo Comprido, será substituída por outra nova em um prazo de até 90 dias. A passarela foi interditada pela Secretaria Municipal de Obras na última sexta-feira (20) e permitia o acesso de moradores do Conjunto Buriti a pontos de ônibus e comércio local.

Mesmo com sinalização e obstáculo, alguns ainda se arriscam a passar pela estrutura danificada, correndo perigo de acidente grave. A justificativa é que outro caminho para os moradores é bem mais longo, fazendo com que eles percam quase 20 minutos.

A Prefeitura fez a sinalização com fita zebrada e instalou tubos nas duas cabeceiras da passarela, o que está sendo ignorado por alguns pedestres. Técnicos da secretaria advertem que a estrutura, na situação em que se encontra, oferece riscos aos usuários e que a passarela não deve ser utilizada até ser substituída.

A passarela tem aproximadamente 20 anos e, além da deterioração natural provocada pelo tempo, foi comprometida porque uma pessoa passou por ela montada a cavalo. No meio da passarela o animal teria se chocado contra a lateral e provocado a inclinação da estrutura metálica. Até a próxima semana, a passarela deverá ser içada por um guindaste e retirada do local.

Transporte coletivo

Os moradores do Conjunto Buriti precisam andar algumas quadras para poder ter acesso aos pontos de ônibus. Para minimizar o problema a URBS realizou, nesta terça-feira (24), uma pesquisa entre os usuários da região para avaliar as medidas a serem adotadas.

A demanda maior é a dos usuários da linha Santa Quitéria. Eles precisarão usar a linha Fazendinha/Portão, no sentido Portão, mesmo sem a vantagem da integração. Quem precisar ir ao Centro da cidade, pode usar a linha Vila Izabel, que está no lado oposto do rio. Esta linha não apresenta qualquer problema operacional e circula normalmente, sem excesso de demanda. A URBS continua monitorando o movimento no local para estudar necessidade de modificação.