O governador Beto Richa inaugurou nesta terça-feira (26/03) o novo viaduto da BR-277, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A passagem vai facilitar o tráfego entre os bairros Gabiroba e Lagoa e evitar a formação de constantes congestionamentos na rodovia.

O viaduto é uma das obras que compõem o novo contorno da BR-277, que inclui a duplicação de 11 quilômetros da rodovia que corta o município. “Campo Largo era dividida. Agora, está integrada. Sempre passei por essa rodovia e presenciei inúmeros acidentes que agora deixarão de acontecer”, afirmou Richa.

Foram gastos R$ 7,6 milhões somente no novo viaduto, com trabalhos de terraplanagem, fundações, colocação de pilares e lançamento das vigas para a estrutura. No total, a concessionária CCR RodoNorte, investe R$ 70 milhões no novo contorno. “Com diálogo, antecipamos em dois anos esta obra e retomamos outras nas rodovias concessionadas, que vão trazer mais segurança e mobilidade aos paranaenses”, disse o governador.

O trecho compõe o principal corredor do transporte agrícola do Paraná, por onde passam cargas das maiores regiões produtoras do Estado em direção ao Porto de Paranaguá. “Definimos juntos com o governo estadual que essa obra era essencial para o Paraná. Resolvemos um enorme gargalo”, ressaltou Silvio Marchiori, diretor-presidente da CCR RodoNorte.

VIADUTO – Para os moradoresdos bairros Guabiroba e Lagoa, o viaduto reduz o tempo gasto para a transposição da rodovia e dá mais segurança aos usuários. A obra vai interligar a Travessa Pioto com a Rua Agostinho Mocellin, na altura do quilômetro 118 da BR-277.

De acordo com a concessionária, no ano passado cerca de 170 acidentes foram registrados no trecho, onde passam aproximadamente 50 mil veículos todos os dias. “Uma obra importante para o município. Acidentes serão evitados, vidas serão preservadas”, afirmou o prefeito Affonso Portugal Guimarães.

Acompanharam o governador os secretários José Richa Filho (Infraestrutura e Logística) e Ratinho Junior (Desenvolvimento Urbano). “Mais uma meta que buscávamos e foi atingida. Além de toda segurança e mobilidade que dará, esta obra faz com que novas empresas já comecem a despertar o interesse para se instalarem aqui”, destacou Richa Filho.

Mário Benato, empresário e morador do bairro Guabiroba, comemorou a construção do novo viaduto, que considera como uma obra pensada mais na parte humana do que na rodoviária, por ter calçadas em ambos os lados. “Tínhamos uma dificuldade enorme para atravessar. Muitos acidentes aconteceram aqui. Uma obra importantíssima, não só para o bairro, mas para a cidade como um todo”, destacou.

CONTORNO – Além do novo viaduto, o novo contorno de Campo Largo terá duas trincheiras, uma ponte, a modernização de dois viadutos já existentes e duas rotatórias. As obras estão gerando 1.600 empregos diretos e indiretos. As obras devem ser finalizadas neste ano, segundo Marchiori.

“Temos negociado todas as demandas de melhoria da infraestrutura rodoviária com as concessionárias. Disse que iria despolitizar este assunto e estamos cumprindo nossos compromissos com os paranaenses”, disse o governador Beto Richa.

O secretário Richa Filho disse que a retomada das conversações com as concessionárias está permitindo a realização de obras que vão solucionar alguns dos principais gargalos logísticos do Paraná. Um dos exemplos é a duplicação da BR-376, entre Ponta Grossa e Apucarana. No trecho de 231 quilômetros serão investidos cerca de R$ 1,2 bilhão nos próximos sete anos.

Também estão em andamento a duplicação da BR-277, entre Medianeira e Matelândia, na região Oeste. No último dia 14, o governador Beto Richa anunciou a duplicação de mais 14 quilômetros da mesma rodovia, na entrada de Cascavel. As obras serão realizadas pela EcoCataratas, que estuda toda a duplicação da via até Foz do Iguaçu.

Também fazem parte do pacote de investimentos já anunciados pelas concessionárias a construção do contorno de Mandaguari e a duplicação do trecho entre Jandaia do Sul e Apucarana.

Estavam presentes no evento o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Nelson Leal Junior; o vice-prefeito de Campo Largo, Flavio Humberto Cordeiro; Joel Malucelli, presidente da J. Malucelli – empresa responsável pela obra – vereadores e moradores da região.