Depois de quase vinte horas de movimentação intensa dentro do presídio Hildebrando de Souza, emPonta Grossa, no interior do Paraná, os presos libertaram os dois agentes carcerários na manhã de hoje (20). Eles estavam sendo mantidos reféns durante a rebelião desde a tarde desta sexta-feira (19). Ninguém ficou ferido.

Por volta das 11h30, os detentos se entregaram para a polícia que fazia campana no local desde ontem. A primeira ação da rebelião aconteceu na quinta-feira (18), mas logo foi controlada pela Polícia Civil. Na tarde do dia seguinte eles volataram a se rebelar, mas já fizeram três agentes como reféns. Um deles foi liberado na madrugada de hoje.

De acordo com a Polícia Civil, uma das condições que foi imposta na negociação foi a transferência de 40 presos para Curitiba. O presídio tem capacidade máxima para 170 presos e hoje abriga cerca de 500. Participaram das negociações policiais, um juiz da vara de execuções penais, integrantes a OAB e os diretores do presídio.