Está aberta a nova temporada off road da Copel no Oeste do Paraná. A semana foi de muita lama e adrenalina para 20 eletricistas e técnicos que fizeram os dois primeiros treinamentos do ano na direção de veículos com tração nas quatro rodas. Os utilitários 4×4 são essenciais nos atendimentos de emergência em áreas rurais da região, que concentra quase um terço das propriedades eletrificadas do Estado.

O campo de provas é o Centro de Formação de Condutores de Veículos 4×4, na Usina Governador José Richa (Salto Caxias), a cerca de 90 quilômetros de Cascavel. A pista é repleta de lama, obstáculos, aclives e declives acentuados que precisam ser vencidos com técnica e habilidade, em condições semelhantes às que as equipes de emergência encontram quando prestam atendimento durante tempestades. Com a aposentadoria dos velhos Toyotas, as estrelas do mato agora são Ford Ranger, Chevrolet S10 e Toyota Hilux.

O treinamento visa capacitar o pessoal de campo a vencer as barreiras existentes e a chegar em segurança ao local da ocorrência, preservando sempre o equipamento para atender à próxima emergência. Como a pista de 1.630 metros mantém sistema de irrigação artificial contínuo, armazenando 25 mil litros de água, as ‘péssimas’ condições do trajeto são intencionalmente mantidas do início ao fim, até mesmo em épocas de estiagem.

O eletricista Claudio Rodrigo Both, da Agência Palmas, participou do treinamento e se convenceu da segurança proporcionada pelo uso correto das marchas reduzidas em subidas e descidas dos trechos muito escorregadios. “A gente realmente sente mais firmeza e confiança na condução do veiculo”, diz.

O técnico de segurança Orestes Pinto Junior lembra que a dificuldade inicial dos motoristas em treinamento refere-se às diferenças de velocidade na transição entre trajetos urbanos e rurais: “No campo, o ritmo é devagar e sempre, com segurança e sem acidentes”.