Por Luiz Henrique de Oliveira e Geovane Barreiro

(Fotos: Bruno Henrique – Banda B)

Famílias que moram nas Ruas Joaquim Nabuco e Doutor Claudino dos Santos, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, foram retirados das casas que moram nesta segunda-feira (18). Uma obra da COMEC (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba), órgão ligado ao Governo Estadual, para a construção da trincheira da Av. das Américas, que vira Av. Rocha Pombo, apresentou rachaduras após tremores serem sentidos por moradores, às16h de ontem.

“Começou ontem à tarde um desmoronamento de terra e várias rachaduras apareceram. É uma trincheira para ligar o Boqueirão à São José dos Pinhais. Minha avó e meu tio moram aqui e pelo jeito todo mundo vai ter que ir para um hotel”, afirmou à Banda B o operador de informática Wellington Siqueira.

Segundo o auxiliar da coordenação da Defesa Civil de São José dos Pinhais, que se apresentou como Ramos, as medidas de isolar as quadras e retiras as famílias são preventivas. “Vamos aguardar uma equipe de especialistas estruturais para ter certeza do que aconteceu. Estamos desocupando residências e evitando que os carros passem sobre a trincheira. É um risco, mas precisamos de um laudo técnico para ter certeza do que aconteceu”, disse.

Já o morador na região, Denilson Oliveira, não poupou críticas aos responsáveis pela obra. “Fizeram tudo nas ‘coxas’ e agora é a gente quem sofre. Quero ver quando vão resolver isso aí”, disse.

Resposta

A Banda B entrou em contato com a assessoria de imprensa da COMEC que enviou uma resposta sobre o problema, que pode ser lida abaixo:

“A trincheira da Av. das Américas com a rua Joaquim Nabuco está em construção. As chuvas deste final de semana acabaram carreando material em um pequeno trecho entre estacas, gerando fuga de material. Houve um acréscimo de tensão nos tirantes fazendo com que cedessem.

Assim que tomaram conhecimento do problema, a Comec e a Defesa Civil de São José dos Pinhais tomaram as providências necessárias. Por medida de precaução, ontem a noite, duas famílias foram retiradas do local e levadas para um hotel.

 Segundo os engenheiros, o solo já está estabilizado. E nesta semana será apresentada a solução para sanar o problema ocorrido na trincheira”