Está marcado para acontecer na próxima sexta-feira (1) o polêmico Réveillon Fora de Época de Curitiba no Largo da Ordem, mas algumas pessoas que confirmaram presença, não satisfeitas com a escolha, sugeriram na página do evento levá-lo novamente para a Praça da Espanha. Em entrevista à Banda B, o presidente da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas do Paraná, Fabio Aguayo, criticou duramente a atitude desses que ele considera “irresponsáveis”.

“Ali é uma área de risco que está em obras, quem está propondo isso deve ser identificado e processado. Se eu fosse algum promotor, eu tirava um print screen e processava essas pessoas. Estamos há mais de um ano tentando legalizar o evento, conseguimos e agora meia dúzia quer tumultuar”, reclamou.

No Facebook, uma enxurrada de reclamações surgiu. Alguns questionavam a quebra na tradição, outros lembravam dos problemas enfrentados pelo Largo da Ordem no Pré-Carnaval do ano passado.

Segundo Aguayo, estamos em um momento de choque devido a tragédia de Santa Maria, e a segurança deve estar em primeiro lugar. “Essas pessoas estão propondo a loucura e a irresponsabilidade e devem responder por isso”, disse.

O evento do Largo da Ordem, no centro histórico da cidade, contará com maior infraestrutura para garantir a segurança e o bem-estar da população. O evento é divulgado exclusivamente através das chamadas “redes sociais” e conta com adesão maior a cada ano, surgindo como um movimento espontâneo de pessoas em torno do verbete popular que diz: “o ano só começa depois do carnaval”. Até as 18h40 de hoje, 10.700 pessoas haviam confirmado presença no Facebook.