Da Reuters

Um avião de carga russo com passageiros a bordo caiu nesta quarta-feira após decolar do aeroporto na capital do Sudão do Sul, matando pelo menos 41 pessoas na aeronave e no solo, disseram uma autoridade e uma testemunha à Reuters.

Um membro da tripulação e uma criança a bordo sobreviveram, disse o porta-voz presidencial Ateny Wek Ateny à Reuters.

Pouco depois de decolar do aeroporto de Juba, o avião caiu às margens do rio Nilo Branco, deixando um rastro e pedaços da fuselagem espalhados na vegetação perto da água.

O avião poderia ter cerca de 20 pessoas a bordo entre a tripulação e “provavelmente” de 10 a 15 passageiros, disse Ateny, que acrescentou ainda ser preciso confirmar quantas pessoas estavam a bordo.

O porta-voz disse ainda que algumas pessoas morreram no solo, à medida que o avião Antonov caiu próximo de onde pescadores trabalhavam. “Não sabemos o número de pessoas que foram mortas no solo”, disse.

Um policial, que não informou seu nome porque não tem autorização para falar com a mídia, disse à Reuters no local que pelo menos 41 pessoas morreram, mas disse que o número poderia subir. A testemunha disse que viu 41 corpos no local.

Anteriormente, a mídia do Sudão do Sul informou que o avião de carga levava cinco tripulantes russos e sete passageiros. A Tribuna do Sudão do Sul relatou no Twitter dois sobreviventes, sendo uma criança.

É o segundo caso de queda de avião nos últimos dias. No outro caso, foram 224 mortos também envolvendo um avião russo.

Notícias Relacionadas:

Quatro hipóteses para a queda de avião russo no Egito

Não há sobreviventes em queda de avião russo, diz Egito