Da AEN

Em apenas uma semana (período de 1 a 5 de julho), quatro leituristas da Sanepar foram mordidos por cachorros. Nenhum dos casos foi grave, mas mostra de maneira bem clara a dificuldade que esses trabalhadores enfrentam para exercer suas funções todos os dias. No ano passado foram 142 casos nos municípios atendidos pela empresa em todo o Paraná e neste ano já são 42.

Na tentativa de minimizar esse problema, a Sanepar promove a campanha para evitar acidentes com cães e treina seus empregados para evitar essas situações de perigo. O problema, segundo o coordenador de operação do faturamento, César Juschaks, é que muitos cães ficam soltos na rua. “Mesmo acidentes sem gravidade causam traumas psicológicos nos empregados”, conta.

Cuidados simples – A Sanepar pede o apoio da população para prender os cachorros nos dias de leitura da conta de água. Os portões devem ficar trancados, as grades devem ser adequadas ao tamanho do cachorro, evitando que a cabeça do animal passe pelo vão, e os muros devem ser altos, impedindo que o cão pule.

É importante também que os proprietários dos imóveis facilitem a leitura, colocando o hidrômetro num local de fácil acesso e a caixa de correio numa altura que impeça que os cães alcancem a mão dos leituristas. “São atitudes simples, mas que demonstram respeito ao trabalhador”, garante Juschaks.