03.07.13 - PROTESTO DENTRO

Foto: Juliano Cunha/Banda B

Denise Mello e Juliano Cunha

Apesar do frio de 10 graus na noite desta terça-feira, cerca de 800 manifestantes participaram do IV Ato pela Redução da Tarifa de ônibus de Curitiba pelas ruas do centro de Curitiba. O ato foi organizado pela Frente de Luta pelo Transporte de Curitiba. A concentração aconteceu às 18 horas na Boca Maldita e seguiu até a frente do prédio da Câmara dos Vereadores. Os manifestantes pedem a redução imediata e o congelamento da tarifa de ônibus para R$ 2,60, e a ‘’domingueira’’ para R$ 1,00, além da abertura das contas da URBS e dos contratos com as empresas de ônibus, passe-livre estudantil, e a defesa do tarifa-zero.

“A tarifa não caiu. Era R$ 2,60 e hoje está em R$ 2,70. A população está cansada com gastos irresponsáveis com a Copa. Queremos dinheiro para o transporte, saúde, educação e o que o povo quer é direito social. Fizemos mais essa marcha e vamos continuar até avançarmos nas conquistas sociais neste país”, disse um dos integrantes da Frente, Luiz Fischer.

A expectativa do grupo era levar 20 mil pessoas as ruas de Curitiba, entretanto o número não passou de 800 manifestantes, segundo a polícia. O Grupo seguiu em marcha até a frente da Câmara de Vereadores de Curitiba, onde o protesto acabou.

Enquanto os manifestantes ainda estavam em frente à Câmara de Vereadores, eles mostraram estar dispostos a seguir com os manifestos também contra a corrupção dizendo frases como, “1,2,3, 4, 5 mil, ou para a roubalheira ou paramos o Brasil”, gritavam.

Logo depois da manifestação duas pessoas foram detidas por suspeita de explodirem uma caixa de correio e uma por ter depredado um ônibus.