O pronto-socorro do Hospital da Polícia Militar, em Curitiba, parou de receber pacientes na última sexta-feira (15) por falta de condições de higiene e nesta segunda-feira (15) continuava fechado, segundo denúncia enviada à Banda B. De acordo com a acusação, a empresa terceirizada responsável pela limpeza não teria recebido o repasse pela manutenção do serviço, o que ocasionou o fechamento.

Juliano Cunha – Banda B

Durante o final da tarde desta segunda, o diretor-administrativo do hospital, Major Célio Luiz, confirmou que o hospital passou por problemas nos últimos três dias, mas que o atendimento já era normal. O Comando Geral da PM, através da assessoria de imprensa, também confirmou que o hospital passou por problemas, mas que eles serão resolvidos ainda a partir desta segunda-feira, com a liberação do orçamento para este ano. “Desta forma, pendências referentes a alguns serviços prestados ou andamento serão sanadas, e os atendimentos normalizados”, diz a nota.

A reportagem da Banda B esteve no Hospital da Polícia Militar e verificou que os próprios policiais que trabalham no local faziam a limpeza durante o final desta tarde.