Por Luiz Henrique de Oliveira e Daniela Sevieri

Um mãe revoltada procurou à Banda B, nesta terça-feira (11), para denunciar o furto de um carrinho de bebê na Unidade de Saúde do Borda do Campo, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. O que deixa Adriele Aparecida Machado, de 24 anos, mais indignada ainda, é o fato de ter sido obrigada a deixar o objeto do lado de fora do consultório.

Aviso na porta da US orienta para que não se entre com carrinho de bebê (Foto: Colaboração)

Adriele levou seu bebê para uma consulta médica na manhã dessa segunda-feira (10) e não pôde entrar com o carrinho, conforme um aviso colado do lado do consultório. “Tem este aviso, mas não existe nenhuma explicação disso. Por que não posso entrar com o carrinho, afinal?”, questionou.

A consulta durou em torno de meia hora e quando ela saiu da consulta não o encontrou mais. “Não tem vigilante para evitar o furto e ninguém viu quem levou o meu carrinho. A única coisa que falaram que é eu preciso fazer um Boletim de Ocorrência (BO). Achei que houve um descaso por parte deles”, afirmou.

Por fim, a mãe lamentou que perdeu um objeto de valor sentimental e material. “Vamos ficar no prejuízo. É um carrinho caro, que vinha sendo usado pela nossa família. Eu inclusive emprestei de uma parente. É lamentável isso”, concluiu a mãe.

Resposta

Referente as reclamações de Adriele, a Banda B entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de São José dos Pinhais, que enviou a seguinte nota:

A Prefeitura de São José dos Pinhais, por meio da Secretaria de Saúde/Departamento de Atenção Primária, informa que tomou conhecimento do fato ocorrido no mesmo dia e que já estuda a implantação de câmeras de vigilância no local, uma vez que a restrição à entrada de carrinhos de bebê em consultórios deve-se ao espaço que é limitado e dividido com outros pacientes, entre eles cadeirantes.