Redação

A greve dos professores municipais de Curitiba alcançou o terceiro dia de paralisação nesta quinta-feira (23). O Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal (Sismmac) afirma que haverá novo ato à tarde nas escolas, com cunho de mobilização. Fim da tarde haverá manifestação no Jardim Botânico, na cerimônia de reinauguração da nova estufa.

Foto: Reprodução

 Já a Secretaria Municipal da Educação diz que a greve algumas escolas, apenas. Das 185 escolas municipais, 124 funcionam normalmente na manhã de hoje. Outras 26 têm atendimento parcial e 35 não funcionam. A secretaria orienta os pais dos alunos para que entrem em contato com as unidades e levem os filhos às escolas quando houver professores. Caso tenham dúvidas, também podem entrar em contato com o núcleo regional de ensino da sua região. Ainda, segundo a Prefeitura de Curitiba, para garantir o atendimento, a secretaria está fazendo remanejamento dos profissionais, de forma que os alunos que compareçam às unidades não fiquem sem aula.

A pauta de reivindicações da categoria é principalmente com relação à transição para o novo Plano de Carreira, gestão democrática tanto no Instituto Curitiba de Saúde (ICS) quanto no Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC), e melhoria das condições de trabalho.

Outro lado

A Prefeitura de Curitiba afirmou que recebeu a equipe do Sismmac na manhã de terça, na sede da Secretaria de Recursos Humanos. Durante o encontro foi exposta a situação financeira do município neste início de governo.

A Prefeitura de Curitiba reiterou o compromisso de implementar o Plano de Carreira e contratar professores, mas tudo dentro da realidade financeira da cidade.