Por Felipe Ribeiro e Antônio Nascimento

Fotos: Antônio Nascimento – Banda B

Em greve há quatro dias, professores municipais de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, fecharam a Estrada da Ribeira e outras ruas da cidade no início da tarde desta quinta-feira (26) para exigir uma conversa com a Prefeitura da cidade. Munidos de caminhão de som, cartazes e narizes de palhaço, a categoria afirma que não irá parar o protesto enquanto a prefeita Beti Pavin ou qualquer outro secretário os atenda para uma rodada de negociações.

O protesto de hoje fechou completamente o sentido Curitiba da Estrada da Ribeira, próximo ao Terminal do Alto Maracanã e os professores prometem fechar outras ruas caso não sejam ouvidos.

De acordo com uma professora que participou da manifestação de hoje e que conversou com a reportagem da Banda B o barulho irá continuar até a prefeitura ouvir a reivindicação. “Vamos nos manifestar todos os dias até sermos ouvidos, estamos juntos na luta. A prefeita prometeu valorização para a educação e até agora nada”, afirmou.

Os trabalhadores pedem a reposição de perdas salarias histórias, auxílio alimentação e transporte em dinheiro e revisão do PCCV (Plano de Cargos Carreira e Vencimentos).  Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (APMC Sindicato), mais de 80% dos educadores aderiram a paralisação e os alunos foram dispensados das aulas por tempo indeterminado.