Da Redação

Os procuradores da Operação Lava Jato afirmaram que podem renunciar ao cargo se a proposta de abuso de autoridade entrar em vigor. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo na tarde desta quarta-feira (30).

carlos-limafora

A declaração sobre a renúncia foi dada pelo procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos coordenadores da força-tarefa. (Foto: Divulgação/EBC)

A medida foi inserida no texto das dez medidas contra a corrupção, aprovado pela Câmara dos Deputados durante a madrugada de hoje.

O procurador da República, Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos coordenadores da força-tarefa, disse que “valerá muito mais a pena fazer um parecer previdenciário do que se arriscar a investigar poderosos”. “A nossa proposta é renunciar coletivamente caso essa proposta seja sancionada pelo presidente”, afirmou ele em entrevista coletiva.

Os procuradores também acusaram os líderes do governo de Michel Temer (PMDB) de articular a votação da madrugada.