Da AEN

ingressos-copa-260813

Foto: Reprodução

A Associação Brasileira de Procons (ProconsBrasil) e o Procon-PR, alertam os consumidores para ficarem atentos às regras para a venda de ingressos para a Copa do Mundo 2014 e aos seus direitos, para evitar qualquer transtorno. A primeira fase de vendas começou na terça-feira (20) da semana passada e vai até 10 de outubro.

Segundo as regras estabelecidas pela Fifa, existem quatro tipo de ingressos. A categoria 4 tem preços mais baratos, mas os lugares estão nas piores localizações, como atrás do gol ou nas posições mais altas do estádio. A meia-entrada somente pode ser comprada por estudantes, maiores de 60 anos e participantes do programa Bolsa Família. Não estão contempladas outras categorias, como professores e doadores de sangue, que conforme leis estaduais têm direito ao benefício. Para os outros tipos de ingresso, somente podem comprar meia-entrada os maiores de 60 anos.

Revenda

As regras para venda de ingressos não prevêem o direito de arrependimento do consumidor, bem como é proibida a revenda, repasse ou doação do bilhete sem autorização expressa da Fifa. A única alternativa do consumidor é a plataforma de revenda criada pela organizadora do evento, caso o torcedor desista de assistir à partida. Na revenda do ingresso, que não é garantida pela Fifa, haverá a cobrança de 10% sobre o valor do ingresso.

De acordo com Gisela Simona Viana de Souza, presidente da Associação ProconsBrasil, o consumidor deve ficar atento às condições de compra e uso dos ingressos, especialmente no que diz respeito à falta de garantia de que poderá assistir ao jogo ao lado de seus amigos ou familiares.