Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique

O primeiro dia da nova tarifa de ônibus em Curitiba e região metropolitana a R$ 2,85 foi marcado por usuários desavisados e preocupação com uma possível falta de moedas de R$ 0,05. Por volta das 7h desta terça-feira (11), a Banda B esteve no Terminal Guadalupe e verificou que muitas pessoas ainda achavam que o valor da passagem ainda era R$ 2,7o.

“Eu fiquei sabendo agora desse aumento, sinceramente eu não estava sabendo disso não. Vou ter que desembolsar um pouquinho mais”, afirmou à Banda B o segurança Márcio Abulquerque. Vale lembrar que o aumento foi amplamente divulgado pelos meios de comunicação de Curitiba e região.

tarifa(Foto: Divulgação SMCS)

Já a cobradora Marcelina, que há anos trabalha no terminal, disse que a preocupação é com a falta das moedas de R$ 0,05. “Pode começar a faltar, porque é muita moeda saindo. Hoje eu peguei muita gente desavisada com relação ao valor da nova tarifa, mas até o fim da semana acredito que todo mundo saberá”, relatou.

É importante ressaltar que, no aumento da tarifa de ônibus no ano passado a, Banda B já havia feito uma matéria referente a preocupação com a escassez das moedas de R$ 5 centavos. Relembre aqui.

Último dia

Ontem, a fila na sede da URBS (Urbanização de Curitiba) foi grande para o carregamento dos cartões transporte. Quase seis mil pessoas fizeram recarga ao valor antigo de R$ 2,70.

Frente de Luta para o Transporte faz reunião

Nesta segunda-feira, a Frente de Luta para o Transporte fez uma reunião para definir o que irá fazer após o anúncio. Ainda não foi divulgado quais serão as medidas tomadas pelo movimento popular

Notícia Relacionada:

Urbs aumenta tarifa de ônibus em R$ 0,15 em Curitiba e já fala em outro reajuste para 2015