O empresário Mauro Hoffmann, um dos proprietários da boate Kiss que estava desaparecido desde a madrugada de domingo, acaba de chegar na delegacia de Polícia de Santa Maria para prestar depoimento e esclarecimentos ao delegado Marcelo Arigony. Desde ontem, o empresário tinha a prisão preventiva decretada pela Polícia para a realização de investigações sobre o incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria.

Logo após a chegada de Hoffmann, o advogado criminalista Marios Cipriane compareceu ao local, mas não quis dar entrevista à imprensa. Segundo o advogado, o empresário estava sumido porque estaria enfrentando problemas de saúde devido à inalação de fumaça tóxica. O Ministério Público do Rio Grande do Sul pediu a prisão deles por conta do sumiço de provas no estabelecimento.

Confira a matéria do Jornal Zero Hora aqui.