Por Luiz Henrique de Oliveira

Mãe e doula comemoraram nascimento de Noah (Foto: Arquivo Pesoal)

Uma história de cinema e repleta de anjos terminou com final feliz, no início da manhã da última quarta-feira (20), durante um congestionamento na Linha Verde, no bairro Atuba. O pequeno Noah Ferro nasceu dentro de um carro, no acostamento de uma das ruas mais movimentadas de Curitiba, nos braços do pai. Tiago Ferro fez o parto com o auxílio da doula (assistente de parto) Patrícia Bortolotto e de outros ‘anjos’ que apareceram no caminho. Ele e a mulher seguiam para uma maternidade no Água Verde, mas Noah decidiu nascer antes.

Os primeiros ‘anjos’ na vida de Noah foram os pais, Tiago e Amanda Ferro. Os dois acompanharam toda a gestação com muita dedicação e amor. “A bolsa estourou e nós saímos de casa, juntos com a minha sogra, achei que dava tempo, mas a minha esposa disse para parar o carro porque estava nascendo. Não tive o que fazer, parei no acostamento, liguei o aquecedor no máximo e fiz o parto”, afirmou o pai.

Tiago descreveu a importância de ter acompanhado a gestação ao lado da esposa. “É fundamental o pai estar presente em todo o processo, fui em 90% das consultas, além de ajudar na arrumação do quarto e das roupinhas dele. Não sabia que nasceria em meus braços, mas sei que isso foi algo diferente e mágico”, disse o pai. Noah nasceu com 52 centímetros e 3,8 kg. Ele é o caçula do casal. “O outro menino é o Benjamin, de dois anos. Esse nosso primeiro garoto nasceu na maternidade”, contou.

A ‘anjo’ Patrícia

O pai conseguiu fazer o parto porque contou com a ajuda do ‘terceiro anjo’ na vida de Noah, a doula Patrícia Bortolotto. “Ligamos para a Patrícia e a colocamos no viva voz. Ela foi me orientando a como fazer o parto e ainda bem que funcionou o celular. A ajuda dela durante toda a gestação e nessa hora foi fundamental”, descreveu.

A ‘anjo’ Patrícia contou à Banda B que foi tudo muito rápido. “Foram cinco minutos. O pai a apoiou, aqueceu o bebê e não cortou o cordão umbilical. Ele fez tudo de maneira correta. A presença de uma doula, que acompanha toda a gestação, é importante para passar essa tranquilidade a mãe e ao pai”, disse.

Anjos de farda

O pequeno Noah ainda não sabe, mas também existiram outros ‘anjos’ em sua vida, esses de farda, conforme contou o pai Tiago. “Eles foram uma providência divina. Eu vi uma viatura de escolta e pedi ajuda a dois sargentos. Os dois foram maravilhosos, estavam cansados, saindo do expediente, mas nos ajudaram e trouxeram para a maternidade de uma maneira mais rápida, fugindo do trânsito”, descreveu.

Por fim, o pai falou que, no futuro, em um dia que estiver em um congestionamento na mesma Linha Verde, vai contar a história para o filho. “Já fiquei pensando nisso. Vai ser uma história diferente para contar. Olha Noah, você nasceu aqui. Estava frio, e não tínhamos para onde ir, você nasceu no colo do teu pai”, concluiu emocionado.

Doula

As doulas acompanham todos os procedimentos do período pré e pós parto de uma futura mãe, tirando as dúvidas que ela tem e dando calma e tranqulidade. Recentemente, a Banda B fez uma matéria especial sobre esta profissão. Confira abaixo:

Ela é publicitária, mas também um ‘anjo’ para gestantes de Curitiba

Outro caso

Em abril deste ano, a Banda B acompanhou outro caso de um nascimento em um congestionamento em Curitiba. Na ocasiaõ, o parto aconteceu na Av. Visconde de Guarapuava. Confira abaixo:

Mulher entra em trabalho de parto durante congestionamento e bebê nasce dentro de carro