A polêmica obra na calçada da Avenida do Batel será concluída, segundo decisão da Prefeitura de Curitiba anunciada na tarde desta quinta-feira (17). A solução encontrada, compartilhada com representantes de empresários da região, prevê que os mil metros de granito já adquiridos serão colocados e o restante do pavimento será revestido de blocos de concreto. Ouvintes ligados no Jornal da Banda B Segunda Edição mandaram mensagens de texto questionando: “O concreto com o granito irá combinar?”

No total, a obra terá 5.200 metros quadrados. Destes, foram colocadas pedras em 180 m² de calçamento. O granito foi adquirido por R$ 149 o metro quadrado. Já os blocos de concreto terão um custo de R$ 49 o metro quadrado.

Segundo o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Sérgio Pires, a solução foi encontrada após um diálogo feito com a comunidade. “O prefeito Gustavo Fruet foi quem buscou a solução, conversando com todos os envolvidos”, disse.

Participaram da reunião, além de Sérgio Pires, o secretário de Obras Públicas, Sérgio Antoniasse; o dirigente da Curitiba Turismo, Paulo Colnaghi; representantes dos donos de bares e restaurantes e comerciantes da Avenida Batel.

“Decidimos que o material que foi adquirido será aproveitado, pois a substituição total do piso traria novos custos à Prefeitura, que teria de ressarcir a empreiteira da obra”, explicou Sérgio Antoniasse. O secretário disse que o prazo previsto para entrega não será afetado e a previsão é que a obra seja finalizada até abril.

A obra em andamento prevê a construção de 1.960 metros de calçadas no trecho entre a Avenida Batel e a Rua Bispo Dom José. Além disso, também serão refeitos 980 metros de asfalto nessas ruas.