Uma comitiva formada por representantes do governo, dos portos e de empresas da Bélgica esteve no estande dos Portos do Paraná, na 19ª Intermodal South America, que acontece desde terça-feira e até esta quinta-feira, em São Paulo. Visitaram o espaço do Paraná no evento o vice-primeiro ministro e também ministro das Relações Exteriores, do Comércio Exterior e dos Assuntos Europeus do Reino da Bélgica, Didier Reynders; o embaixador no Brasil, Jozef Smets, e diretores dos portos de Antuérpia, Zeebrugge e Ghent.

“Em dezembro, recebemos o vice-primeiro ministro da Bélgica em Paranaguá e agora, na Intermodal, se confirma que a intenção de um acordo técnico-operacional continua firme”, disse o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino, que recebeu a comitiva, junto o diretor Técnico, Paulinho Dalmaz, e Administrativo Financeiro, Carlos Roberto Frisoli.

“Temos um protocolo de intenções extenso com a Bélgica, que é um dos melhores países do mundo em operações portuárias. O Porto de Ghent, principalmente, é muito semelhante ao nosso. Podemos oferecer muito a eles e eles a nós, em termos de operações”, afirma.

De acordo com o embaixador da Bélgica no Brasil, Jozef Smets, que também já esteve no Porto de Paranaguá, investir em parcerias no setor portuário é uma meta do governo belga. “O Porto de Ghent tem muito interesse em desenvolver essa parceria com o Porto de Paranaguá. Acho que os dois portos só têm a ganhar em desenvolvimento com esse contato. No que pudermos nós, da embaixada, vamos apoiar”, garante o diplomata.

INTERMODAL – Um dos mais importantes eventos do país para os setores de logística, transporte de cargas e comércio exterior, a Intermodal reúne 600 expositores e deve receber mais de 45 mil pessoas.

Para Divaldo Corrêa, superintendente da Coamo, uma das 20 empresas parceiras da Appa na Intermodal este ano, a participação no evento é fundamental para os negócios. “Aqui podemos ficar por dentro de assuntos de interesse do nosso ramo, principalmente em logística. Além disso, é possível estabelecer contato e trocar informações com representantes de órgãos federais e da própria Appa”, diz.

A Ponta do Félix, operadora portuária que atua no Porto de Antonina, também participa do evento. Segundo o diretor da empresa, Cícero Simião, a Intermodal é um importante canal para fechar novos negócios.

“Através dos contatos que fazemos aqui, podemos ampliar negócios e, consequentemente, disponibilizar suporte e estrutura que geram ganhos não apenas para a empresa, mas também para Antonina e para o Estado do Paraná. Compartilhamento e cooperação contribuem para que os portos do Paraná prosperem”, afirma.