(Foto: Divulgação SMCS)

 

Depois de quatro meses há espera de uma reposta dos patrões sobre o reajuste salarial, os trabalhadores em condomínio na Grande Curitiba decidiram marcar uma assembleia, para a próxima segunda-feira (14), na sede do Sindicon (Sindicato dos Trabalhadores em Condomínio de Curitiba e região), no bairro Água Verde, em Curitiba. Os trabalhadores querem definir o que fazer perante ao, segundo os eles, descaso da classe patronal.

O presidente do Sindicom, Hélio Rodrigues, disse que a categoria está cansada com o descaso e não descarta uma greve. “Enviamos as nossas reivindicações em abril, porque a database é em maio, e estamos aguardando uma resposta, porque até agora não houve sequer uma contraproposta. É um absurdo o que está acontecendo. A gente tem cobrado, já levamos ao Ministério do Trabalho e não adiantou, então não sabemos o que mais temos que esperar. Por isso, marcamos esta assembleia”, disse o presidente.

De acordo com Hélio Rodrigues, o que a categoria decidir, inclusive uma manifestação grevista, terá o apoio do sindicato. “O que for decidido, vamos acatar, porque não dá mais para esperar mais. Nossa database foi em primeiro de maio”, lamentou.

Outro lado

Procurada, o Secovi (Sindicato da Habitação e Condomínios), que representa os patrões, disse que não irá se pronunciar porque a negociação está em andamento.

Serviço

A assembleia acontece dia 14 de Agosto de 2017, às 19h00 (dezenove horas), em segunda convocação, na sede do Sindicon, na Rua Silveira Peixoto, 779, Água Verde.