Moradores na Rua Julia Xavier Martins, no bairro Guarituba, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba, acordaram na manhã desta quinta-feira (31) com uma visita inesperada. Um porco-espinho apareceu nos quintais e nem o Corpo de Bombeiros e a Força Verde (Polícia Ambiental) conseguiram resolver a situação. Por conta própria, os moradores resgataram o animal e soltaram em um matagal próximo.

Antes do resgate, a ouvinte Sirlene participou ao vivo do Programa Luiz Carlos Martins e descreveu que não sabia o que fazer com o animal. “Olha, ele ficou um tempo no poste e agora está no quintal de minha casa. Se um cachorro chegar perto ele mata. Ligamos para os Bombeiros e para a Força Verde e ninguém resolveu a situação para nós, falaram que era para esperar que fosse embora”, contou.

Para tentar solucionar o resgate do porco-espinho, o radialista Luiz Carlos Martins ligou primeiramente ao Corpo de Bombeiros, já que existe uma unidade da corporação próxima ao local da ocorrência. O atendente informou que este tipo de caso é de responsabilidade da Força Verde. “Eles têm as redes e materiais de sedação necessários. É um animal que pode causar risco e não tem como os bombeiros fazerem o resgate”, descreveu.

Depois disso, Luiz Carlos Martins ligou ao vivo para o 0800 da Força Verde. Depois de algumas tentativas sem sucesso, uma vez que ninguém atendia, o radialista desistiu por um tempo. Por sorte, antes de voltar a telefonar, a ouvinte Sirlene entrou em contato com a Banda B trazendo uma boa notícia: “Conseguiram fazer o resgate. Está agora dentro de uma sacola e vamos levar ele para o Corpo de Bombeiros. Tivemos que resolver com as próprias mãos”, comentou.

“Se depender dos outros não adianta. Aqui é a gente quem tem que fazer a lei. Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come”, concluiu.