Ouça o áudio

O soldado Agnaldo da Silva Lima, que atualmente trabalha no Centro de Operações Policiais Militares (Copom) da Polícia Militar, se tornou herói na noite desta quarta-feira (6). Ele atendeu pelo 190 do Copom a ligação de uma mãe desesperada relatando que seu filho de dois dias estava se engasgando com leite materno e não mais respirava. Depois de algumas orientações, a criança, que já estava desacordada, voltou à consciência e começou a chorar. Separados por cinco quilômetros de distância, mãe e policial se emocionaram com o final feliz desta história. (Ouça a entrevista com o soldado Agnaldo no ícone de áudio acima)

Por volta das 20h30 de ontem no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, no bairro Rebouças, o telefone tocou. Era esta mãe do bairro Guaíra desesperada por conta de seu filho, que estava afogado com o leite materno. Soldado Agnaldo atendeu ao telefone e prontamente pediu para a mãe se acalmar.

“Pedi calma e passei a orientá-la sobre como proceder. Foram tentadas duas manobras para que ele voltasse à consciência e não deu certo. Na terceira, ela fez exatamente o que foi pedido para que acontecesse a desobstrução das vias aéreas e conseguimos. A sensação do que aconteceu foi muito emocionante”, afirmou à Banda B.

O soldado, que está há nove anos na corporação, relatou que desde criança sonhava em se tornar Policial Militar. “Talvez nunca tivesse imaginado que pelo telefone pudesse salvar alguém, mas sempre quis fazer este tipo de coisa, lutar pela sociedade. Hoje estou extremamente contente com o que fiz. Ser policial militar é um serviço difícil, é como se fosse um sacerdócio. Fico feliz de ter honrado esta farda”, destacou Agnaldo.