Alunos dos cursos de formação técnico-profissional de investigador de polícia da Escola Superior de Polícia Civil (ESPC), em Curitiba, assistiram, nesta semana, palestras sobre identificação de moeda falsa e diversidade étnico-sociocultural. As palestras seguem orientações da Secretaria Estadual da Segurança Pública para inserir o conceito e aplicações de polícia cidadã em seus treinamentos.

A palestra sobre identificação de moeda falsa foi dada por um representante do serviço secreto norte-americano, que deu instruções que possibilitam ao policial diferenciar notas de dólar falsas de verdadeiras, como por exemplo marca d’água, a tinta e o papel, bem como cores, retratos e números de série.

De acordo com o diretor da ESPC, Luís Fernando Viana Artigas Junior, o conhecimento auxilia no preparo para grandes eventos, como a Copa do Mundo 2014. Ele reforça que a escola busca novos treinamentos, para melhor atendimento à população. “Sempre realizamos cursos de extensão para complementar o treinamento. São horas extras para fornecer o máximo de conhecimento possível para os policiais dentro da Escola. Os servidores têm que se capacitar constantemente para que possa sempre melhorar a qualidade do serviço prestado”, afirma.

CIDADANIA – Também foi oferecida palestra sobre diversidade étnico-sociocultural, do professor da Universidade Federal de Minas Gerais Fernando Antonio de Carvalho Dantas. Foram abordados temas relacionados à sociedade brasileira, aspectos históricos e culturais, relação dos cidadãos com escravos e indígenas, preconceito, racismo, cidadania e direito à diferença étnica e cultural, além de contribuições da população para desenvolvimento da sociedade brasileira.

Dantas afirma que a importância da palestra para investigadores é acabar com a discriminação. “A Escola Superior de Polícia Civil está de parabéns, pois esta é uma atitude extremamente avançada no que diz respeito à capacitação dos agentes públicos. É um reconhecimento da diversidade de identidades que compõe a sociedade brasileira”, afirmou.

As palestras foram realizadas na ESPC, na Vila Izabel, em Curitiba. Puderam participar alunos e policiais da Polícia Civil de todo o Estado, também integrantes de outros órgãos como guardas municipais, policiais rodoviários estaduais e federais, integrantes das forças armadas e outras unidades que combatem à criminalidade.

APERFEIÇOAMENTO – Os alunos policiais da ESPC fazem parte da maior contratação de policiais da história do Paraná, na qual foram chamados, no primeiro semestre de 2012, 3.120 policiais civis e militares e bombeiros. As contratações fazem parte do programa Paraná Seguro, criado para reestruturar e reequipar as forças de segurança do Estado. Também por meio do Paraná Seguro estão sendo adquiridas 1.470 viaturas que irão reforçar o policiamento em todas as regiões do Estado.