O Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual realizará, a partir das 15h desta quinta-feira (28), a “Operação Páscoa”, com a intensificação do policiamento nas rodovias estaduais. Com os objetivos de orientar os motoristas e coibir infrações, o efetivo de policiais será 30% maior. “Durante este período iremos realizar bloqueios, utilizar radares móveis e testes de bafômetro”, explica o major Bruno Soares da Silva, subcomandante do batalhão e responsável pela operação, que seguirá até o meio-dia de segunda-feira (01).

Os policiais vão monitorar de forma mais intensa as rodovias estaduais que levam ao litoral e ao interior do Paraná. “A intenção é aumentar a fiscalização para combatermos as infrações de trânsito, principalmente o excesso de velocidade, os abusos nas ultrapassagens e a embriaguez ao volante”, explica o major Bruno. Ele ressalta a importância de evitar estas infrações, que podem resultar em acidentes gravíssimos.

O major lembra os motoristas da necessidade de verificar as condições do veículo antes da viagem – incluindo freios, pneus e faróis – e de cumprir as leis de trânsito. “Todos os quesitos relacionados à segurança das pessoas que utilizarão aquele meio de transporte devem ser revisados, pois qualquer descuido pode ser fatal”, disse.

Além da realização de exames etilométricos (bafômetro), do uso de radares móveis e dos bloqueios, a Polícia Rodoviária Estadual intensificará as fiscalizações relacionadas ao uso do cinto de segurança e da cadeirinha, assim como da documentação obrigatória como licenciamento, IPVA e a carteira de habilitação.

CADEIRINHAS – O transporte das crianças deve ser feito de acordo com a legislação, em cadeirinhas apropriadas para cada faixa etária. A regra é que recém-nascidos e bebês até 13 kg (ou um ano de idade) devem ser acomodados no “bebê-conforto”, em leve inclinação, voltados para o vidro traseiro. Crianças com peso entre 13 e 18 quilos (até 4 anos de idade) devem ser colocadas na “cadeirinha”, no banco de trás, e voltadas para frente.

Já as crianças maiores, até 36 quilos ou 10 anos, devem estar em assentos de elevação presos ao banco traseiro, com cinto de três pontos. Crianças acima de 36 quilos ou 1,45 metros de altura já podem utilizar o cinto de segurança convencional.