A Polícia Militar do Paraná iniciou na noite de sábado a operação “Bloqueios Coordenados” na capital e municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC). “Todos os veículos e pessoas que passarem pelos pontos de bloqueio serão abordados e vistoriados”, explicou o novo coordenador operacional da PM, coronel Péricles de Mattos.

A operação conta com 100 policiais militares e 50 viaturas que, simultaneamente, bloqueiam diversos pontos da capital e cidades vizinhas. O objetivo da ação é apreender armas, drogas, foragidos da justiça, combater roubos, furtos e, principalmente, crimes contra a vida, como já ocorreu em outras regiões do Estado.

“Já realizamos esta operação de bloqueios em outras regiões do Paraná e tivemos resultados significativos”, informou o coronel Péricles. Desencadeada a partir do dia 16 de janeiro, a medida já resultou na prisão de 215 pessoas (114 em flagrante) e na apreensão de 41 armas de fogo (22 revólveres, oito pistolas, uma garrucha, nove carabinas, um fuzil).

As operações realizadas abordaram 19.905 pessoas e 9.546 veículos foram vistoriados. Destes, 629 foram apreendidos e 21 recuperados. A polícia lavrou 1.373 autos de infração de trânsito.

Além disso, PM também apreendeu 82,793 quilos de maconha, 19,891 quilos de cocaína, 398 pedras de crack, 20 frascos de lança perfume e outras drogas ilícitas. Também foram vistoriados 766 estabelecimentos comerciais e 15 mandados de busca e apreensão cumpridos.

BAFÔMETRO – O Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) também realizou na sexta-feira (26/01) mais uma edição da “Operação Bafômetro” com bloqueios nos bairros Cajuru, Guabirotuba e Jardim das Américas, em Curitiba.

A ação resultou na abordagem de 280 pessoas e 225 veículos vistoriados, sendo oito recolhidos ao pátio do Detran (cinco carros e três motos). No total foram realizados 200 exames etilométricos e registradas 33 notificações, sendo dez autos de infração por embriaguez ao volante.

As ações foram realizadas na área do 20º Batalhão de Polícia Militar, que apoiou o trabalho “Além da conscientização do motorista acabamos realizando um cerco”, explica o tenente Ismael Veiga, porta-voz do BPTran.

Segundo ele, além de verificar o cumprimento da nova lei seca, a operação também faz parte do programa “Se liga no trânsito” desenvolvido pelo Detran em parceria com o BPTran.