Por Marina Sequinel e Antônio Nascimento

A Polícia Civil prendeu na tarde desta sexta-feira (4) o principal suspeito pela morte da estudante Aline Moreira, de 18 anos. O mecânico José Ademir Radol, de 48 anos, foi localizado na cidade de Santa Cecília, na região central de Santa Catarina (SC). A ação foi resultado do trabalho conjunto entre os policiais de SC e do Paraná.

suspeito-041013-bandab

(Foto: Divulgação – Delegacia de Rio Negro)

Segundo o delegado Sérgio Luiz Alves, da Delegacia de Rio Negro, o homem tinha parentes em Santa Catarina. “Ele foi para a casa de uma sobrinha que mora no meio do mato, a 20 quilômetros da cidade, onde para se chegar tem que andar a pé por três quilômetros. Lá, ele contou para o marido da sobrinha que tinha feito uma ‘malvadeza’ e então, por não aceitarem o ocorrido, o mandaram embora”, relatou em entrevista ao Portal G1.

Nessa quarta (2), a Justiça havia emitido um mandado de prisão contra o mecânico. O homem era namorado da mãe da vítima há poucos meses e utilizava o nome falso “Márcio Melo”. A suspeita é de que José tenha abusado sexualmente de Aline. O corpo da jovem foi encontrado no município de Rio Negro, na região metropolitana de Curitiba, sem roupas e com hematomas na cabeça.

 O caso

Aline desapareceu na última sexta-feira (27), depois de pegar carona com o namorado da mãe, que viajava para Curitiba para comprar pneus. Ela pretendia voltar para a capital paranaense para visitar o namorado. Horas depois de sair de Mafra (SC), ela chegou a mandar uma SMS à mãe pedindo socorro. Depois disso, ela não deu mais notícias.

Na mesma ocasião, José Ademir ligou para a mãe de Aline e afirmou ter deixado a jovem na Rodovia do Xisto, depois de o carro ter apresentado problemas mecânicos.

Notícias relacionadas

Polícia divulga foto de suspeito de matar jovem em Rio Negro; veja a imagem

Jovem que pegou carona com namorado da mãe é encontrada morta e sem roupas

Mãe ficou em estado de choque ao descobrir que namorado é suspeito na morte da filha