Da Catve

(Foto: Reprodução)

A atendente flagrada agredindo um bebê dentro de uma creche em Salto do Lontra, no sudoeste do Paraná, pode ter a prisão temporária decretada. Ela ainda não prestou depoimento, mas a Polícia Civil pediu à justiça a prisão da acusada.

Segundo informações do delegado, o advogado de defesa não permitiu que ela fosse para a cidade para ser ouvida, com medo de represálias da população.

Na tarde desta segunda (27), testemunhas e representantes da Secretária de Educação foram ouvidos sobre o caso. Ainda de acordo com a Polícia Civil, a acusada deve ser ouvida nesta quarta-feira (29).

Funcionários de outra creche em que a mulher trabalhou denunciaram casos de agressão em janeiro deste ano. A estagiária de 27 anos foi demitida do trabalho.

Para mais notícias do Paraná, clique aqui.