O Paraná incorpora mais 1.878 soldados à estrutura da Polícia Militar, nesta semana, na maior contratação de policiais da história do Estado. Após um ano de treinamento, os novos soldados se formaram nesta sexta-feira (01) em diversas regiões do Estado. Em Curitiba, o governador Beto Richa presenciou a de formatura de 931 homens e mulheres, que atuarão na segurança da população da capital e região metropolitana e do Litoral. Nesta tarde, Richa participa da formatura de 106 novos soldados, em Londrina.

Os formandos foram selecionados por concurso público realizado no ano passado. Em maio será realizada a formatura de cerca de 470 novos bombeiros. “Essa contratação histórica é resultado do nosso trabalho para garantir a tão almejada tranquilidade aos paranaenses. Segurança é a prioridade da população, então é a nossa prioridade também. Não mediremos esforços para combater a criminalidade e o tráfico de armas e drogas no Paraná”, afirmou o governador.

As contratações fazem parte do programa que inclui a construção de batalhões, implantação de módulos policiais e aquisição de viaturas com tecnologia embarcada, além de modernizar as ações de inteligência no combate ao crime. “Temos um conjunto de ações que estão revertendo os índices de criminalidade no Paraná. Quando assumimos, a situação da segurança pública estava caótica e inaceitável. Tínhamos o menor efetivo policial per capita do Brasil. Estamos revertendo essa situação, com trabalho, diálogo e uma gestão de qualidade”, disse o governador.

Reforço

Com a incorporação dos novos profissionais de segurança, o governo irá reforçar o policiamento no interior e em áreas de maior incidência criminal. Será possível aumentar o efetivo nas Unidades Paraná Seguro (UPS) e implantar o projeto 300, que prevê no mínimo cinco policiais militares para as 300 menores cidades paranaenses. “Durante anos, o combate à criminalidade não foi tratado com a seriedade que merece. Mas agora, temos um governo compromissado em investir em segurança”, disse o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques.

Os novos militares fizeram o curso de formação na Academia Policial Militar do Guatupê e em outros 36 núcleos de formação no Estado. O coronel Roberson Luiz Bondaruk, comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, explica que a essa formação é voltada para o policiamento comunitário. “Eles vão para as ruas conhecendo os princípios de polícia cidadã, que é comprometida com princípios éticos e que respeita os direitos da comunidade”, disse o coronel. Ele lembrou que durante anos havia decréscimo no efetivo policial do Estado. “Com essa contratação, esse quadro se reverte”, garante.

Avaliação

Richa parabenizou os novos policias militares pela formatura e colocou a estrutura do Estado à disposição deles para garantir proteção aos cidadãos. Natural de União da Vitória, o soldado Jacson Czezeski, 25 anos, foi classificado como o melhor aluno do 13.º Batalhão da Polícia Militar de Curitiba. Entre as razões que o motivaram a ingressar na corporação está a tradição familiar e a vocação. “Desde criança, meu sonho era atuar como policial militar. Estou feliz em ter almejado essa conquista, que muito me orgulha”, disse. Ele comentou ainda a qualidade do ensino na academia. “Meu núcleo de ensino teve uma preparação de qualidade. Estou pronto para cumprir minha obrigação de proteger os cidadãos”, disse ele.

O evento de formatura contou com a presença do vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, e da secretária da Família, Fernanda Richa. Além de outros secretários de Estado, deputados e familiares e amigos dos novos policiais militares.