A Polícia Civil recebeu nesta quarta-feira (30/01) 868 pistolas modelo 840 e 25 submetralhadoras SMT-40 novas. As armas foram compradas com recursos do Fundo Especial de Segurança Pública (Funesp), como parte da reestruturação das polícias prevista no programa Paraná Seguro, lançado pelo governo estadual para modernizar as estruturas de segurança do Estado.

“Dentro da proposta de governo, a reestruturação da Segurança Pública passa necessariamente pela aquisição desse tipo de equipamento. São armas modernas, de alto potencial para qualquer tipo de ação”, afirma o secretário da Segurança Pública, Cid Vasques.

O secretário ressaltou a importância de bons armamentos para que o policial possa desempenhar suas atividades de maneira eficiente. “É necessário para combater a criminalidade, que de outro lado faz uso de armamento com potencial ofensivo bastante grande”, disse.

De acordo com o delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinícius da Costa Michelotto, essas armas serão entregues aos novos policiais e servirão também para substituir algumas antigas. “As armas longas estão sendo enviadas para os grupos especiais e para a região de fronteira”, afirmou.

Segundo o delegado-titular da Delegacia de Explosivos, Armas e Munições (Deam), Alfredo Dib Júnior, as novas armas são de ótima qualidade para o trabalho policial. “As pistolas são maiores que outros modelos, mais adequados para uso velado, e servem para serem usadas na linha de frente”, explicou o delegado. Quanto às submetralhadoras ele afirmou que elas têm a alça de mira regulável, são ergonômicas e leves.

O diretor da Escola Superior de Polícia Civil (ESPC), Luís Fernando Viana Artigas Júnior, contou que desde 2011, cerca de 700 policiais civis foram formados e nova turma, com 200 homens e mulheres, vai começar nos próximos dias. “A aquisição dessas armas mostra a preocupação do Estado em oferecer melhores condições de trabalho aos policiais civis”, afirmou Artigas.

PARANÁ SEGURO – Entre as medidas previstas pelo programa Paraná Seguro já foram efetivas as compra de 1.220 viaturas, das quais 296 serão entregues à Polícia Civil, e a contratação de 3.127 novos policiais. O governador Beto Richa também já autorizou a realização de concurso público para a seleção de 4.445 policiais militares e 819 bombeiros.

Além disso, no ano passado foram instaladas 12 Unidades Paraná Seguro (UPS). Dez bases de policiamento ficam em regiões com alto índice de criminalidade em Curitiba. As outras duas também funcionam em áreas de alta taxa de violência em Londrina e Cascavel.