Da Agência Brasil

A polícia da cidade canadense de Toronto divulgou nesta quinta-feira (29) que está a procura dos jogadores de futebol Lucas Domingues Piazon, 21 anos, e Andrey Da Silva Ventura, 22 anos. Os atletas brasileiros são acusados de abuso sexual contra uma mulher de 21 anos no dia 25 de julho. Na época, Piazon e Ventura estavam no Canadá para as disputas dos Jogos Pan-americanos pela seleção brasileira de futebol masculino.

De acordo com a polícia, a mulher alega que conheceu os dois homens em uma boate e que eles se ofereceram para a acompanhar até sua casa. Chegando ao local, ela afirma ter sido agredida sexualmente. A polícia ainda aponta que a agressão sexual se dá por qualquer forma de contato sexual não desejado, mas não deu detalhes do que aconteceu.

Atleta nega acusação

Por meio da assessoria de imprensa, Lucas Piazon (que pertence ao Chelsea, da Inglaterra, e está emprestado ao Reading, time do mesmo país) negou que tenha cometido algum crime durante o Pan. “Piazon nega de forma veemente o que está sendo divulgado pela imprensa canadense. O atleta não foi notificado formalmente e está tomando conhecimento do caso para adotar as medidas cabíveis”, diz a nota.

A assessoria de imprensa do Botafogo Futebol Clube, de Ribeirão Preto (SP), clube em que Andrey é goleiro reserva, apontou que não vai se manifestar oficialmente antes de receber uma intimação oficial. O clube aponta que teve conhecimento do caso somente pela imprensa. O Botafogo está disputando as semifinais do Campeonato Brasileiro da Série D.

A acusação não é a primeira contra atletas brasileiros. Em julho, a polícia de Toronto expediu um mandado de prisão contra o atleta Thye Mattos Ventura Bezerra, de 27 anos, da equipe brasileira de polo aquático. Ele é suspeito de abusar sexualmente de uma mulher de 22 anos. Ele também negou as acusações.