estadao_conteudo_cor-13

vítima e pm

Vendedora foi assassinada por subtenente da PM (Fotos: Reprodução Facebook)

Um subtenente da Polícia Militar foi preso no sábado, 20, pela Polícia Civil de Registro, no interior paulista, divisa com o Paraná, suspeito de matar e estuprar a vendedora Janaina Santos, de 28 anos. Ela estava desaparecida desde o dia 28 de julho em Registro, cidade em que trabalhava.

O corpo só foi encontrado uma semana depois no município vizinho de Sete Barras, onde a vendedora morava. O cadáver havia sido largado em uma área rural. O suspeito de cometer os crimes é um policial militar de 49 anos, também morador de Sete Barras.

Conforme as informações da PM, o suspeito foi detido e encaminhado ao Presídio Militar Romão Gomes, na zona norte da capital paulista. Investigadores encontraram vestígios de sangue no carro do suspeito, que teria confessado o crime, segundo a Polícia Civil.

A suspeita é de que os dois se conheciam, mas a motivação ainda está em apuração pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Registro.