A Polícia Militar definiu a estratégia de segurança para o jogo entre os times de futebol Atlético e Coritiba, no domingo (24/02), no Estádio Major Antônio Couto Pereira, Alto da Glória, em Curitiba. Policiais do 12.° Batalhão da PM reuniram, nesta quarta-feira (20/02), no Quartel do Comando Geral, representantes dos clubes, das torcidas organizadas, da Polícia Civil e da Guarda Municipal. Serão empregados 800 policiais militares, 50 policiais civis e guardas municipais. Haverá 17 pontos de bloqueio a partir das 11h.

Dentro e no entorno do estádio mais de 600 policiais militares farão a segurança e os outros 200 vão patrulhar a Região Metropolitana de Curitiba (RMC). “Daremos atenção especial nos terminais e eixos de deslocamento de transporte coletivo, contaremos com o apoio da Secretaria Municipal de Urbanismo que fiscalizará o entorno do estádio”, conta o major Alex Erno Breunig, comandante da Operação Futebol.

Breunig explicou que a torcida do Atlético será escoltada a partir de sua sede e, após o jogo, será a primeira a deixar o estádio. As torcidas passarão em horários diferentes nos terminais para evitar possíveis conflitos. Só será permitido entrar no perímetro do estádio quem estiver com o ingresso na mão ou moradores identificados.

Segundo o delegado Clóvis Galvão, não serão permitidos fogos de artifício ou sinalizadores, nem vendedores ambulantes no perímetro do cordão de isolamento. De acordo com Breunig, os torcedores devem chegar ao estádio com bastante antecedência para evitar tumultos.

Estiveram presentes na reunião o major Dorian Cavalheiro, chefe da Seção de Planejamento do 1.º CRPM, o major Alex Erno Breunig, chefe da Seção de Planejamento do 12.º BPM (e comandante desta operação Atletiba), o tenente Rodrigo Hoinatski, comandante da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) do 13.º BPM, o delegado Clóvis Galvão Gomes, da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe), Antônio Reginaldo Moreira da Silva da Guarda Municipal e Ricardo Martins e Caroline de Lima do Tribunal de Justiça.

Também participaram os representantes das torcidas organizadas Daniel Gomes, Juliano Rodrigues e Fábio Marques, da Fanáticos; Paulo Roberto Pires da Dragões Alviverde, Reimackler Graboski, Luciano Lançoni e Gabriel E. Zornie da Império; Jackson Barreto e Marcos Cruz, do Clube Atlético Paranaense, e Artêmio Mellek, do Coritiba Futebol Clube.

BOX – Pontos de bloqueio para o dia do jogo:

Perímetro INTERNO:

1) Rua Amâncio Moro com Rua Ubaldino do Amaral;

2) Rua Mauá com Rua Dr. Goulin;

3) Rua Mauá com Rua Pedro Rolim de Moura;

4) Rua Floriano Essenfelder com Rua Vinte e Um de Abril (impedindo o acesso de torcedores do CORITIBA);

5) Rua Ubaldino do Amaral com Rua Floriano Essenfelder (impedindo o acesso de torcedores do CORITIBA); e

6) Rua Barão de Guaraúna com Rua Augusto Severo.

Perímetro EXTERNO:

1) Ruas Maria Clara com Gottieb Muller;

2) Ruas Ivo Leão com Dr. Zamenhof;

3) Ruas Mauá com Dr. Zamenhof e Dr. Goulin;

4) Ruas Dr. Goulin com Barão de Guaraúna e Augusto Severo;

5) Ruas Augusto Severo com Simão Bolívar;

6) Ruas Augusto Severo com Pedro Rolim de Moura;

7) Ruas Alberto Bollinger com Floriano Essenfelder;

8) Ruas Mauá com Itupava;

9) Ruas Itupava com Vinte e Um de abril;

10) Ruas Ubaldino do Amaral com Itupava;

11) Ruas Agostinho Leão Jr. Com Padre Camargo.