A Prefeitura de Curitiba vai aumentar o piso salarial dos servidores municipais em até 55%, sobre o valor pago em janeiro deste ano. Com o aumento, que será concedido de forma gradual, ao longo de 2013, nenhum servidor ganhará menos que R$ 1.100,00. O novo piso salarial será o maior entre as capitais da região Sul e o maior entre as cidades da região metropolitana de Curitiba.

O valor também é superior ao salário mínimo nacional, de R$ 678,00, e ao mínimo regional, de R$ 904,20. O novo piso está entre as ações da nova Política de Valorização dos Servidores Municipais de Curitiba, elaborada pela atual gestão. A nova política foi apresentada na tarde desta quarta-feira (3) a representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba (Sismuc) e do Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (Sismmac). O encontro aconteceu na Secretaria Municipal de Recursos Humanos.

Outras ações de valorização apresentadas foram o reajuste das tabelas salariais de mais de 50% dos cargos, melhorias das condições de trabalho e concessão de abonos salariais para diferentes categorias, além de reajuste salarial de 6,77%, que será pago a partir de abril para todos os 35 mil servidores. O reajuste zera as perdas inflacionárias do período, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

A nova política reúne um conjunto de medidas de curto e médio prazos, mas com impactos duradouros e positivos para as carreiras, em especial àquelas com defasagens históricas. “Buscamos corrigir distorções históricas entre as carreiras, que chegavam à absurda porcentagem de 352,37%. São ações estudadas e avaliadas para garantir aos servidores a possibilidade de organizar sua carreira e planejar uma aposentadoria digna”, disse o prefeito Gustavo Fruet.

Reajuste

Também compõem o novo cenário de valorização dos funcionários a extensão do auxílio alimentação aos professores com dois padrões em determinados níveis salariais, e o reajuste salarial de 6,77%. O orçamento municipal aprovado em 2012 previa reajuste salarial de apenas 5,5% para os servidores neste ano. “O reconhecimento ao desempenho e talento dos servidores é um compromisso com toda a cidade, pois tem reflexos diretos nos serviços prestados aos cidadãos”, diz o Fruet, destacando que a valorização não contempla apenas medidas salariais, mas ações que garantem a melhoria da condição de trabalho dos servidores.

As ações que garantirão valorização aos servidores serão possíveis graças ao rigor imposto pela administração municipal na gestão dos recursos públicos e estabelecimentos de priroridades, aliado à redução dos gastos de custeio em todas as unidades da administração direta e indireta.

A secretária municipal de Recursos Humanos, Meroujy Giacomassi Cavet ressalta que este é um dos primeiros passos desta administração para um processo que será continuo de reconhecimento dos servidores. “Nos próximos dias serão iniciados os estudos para a criação, reestruturação ou aperfeiçoamento dos planos de cargos e salários”, diz Meroujy. Os planos de cargos e salários serão implantados a partir do ano que vem.