O Instituto Paraná Pesquisas em parceria com a Rede Paranaense de Comunicação (RPC) divulgou ontem (29) uma pesquisa feita com 700 curitibanos, entre sábado (23) e segunda-feira (25), na semana do aniversário de 320 anos da cidade. Dos ouvidos, a maioria, 95%, gosta de morar da cidade, em contrapartida, os entrevistados se mostraram pessimistas com relação à segurança e ao trânsito na capital paranaense.

A segurança pública é o que mais preocupa os entrevistados. Segundo o levantamento, para 23% a segurança precisa ser reforçada. Além disso, para 71%, a violência irá aumentar nos próximos anos. O trânsito também preocupa. Para 79,14% o trânsito irá piorar nos próximos anos e para 83% uma solução para isto seria usar mais o transporte público.

De acordo com a pesquisa, os curitibanos estão deixando o rótulo de cidade fria para trás. Isso pelo fato de 95% dos entrevistados terem dito que gostam de morar na capital paranaense. Além disso, 43% ao definirem a cidade usaram palavras elogiosas.

Outro dado da pesquisa aponta uma Curitiba divida em duas. De um lado, os moradores no centro, mais conservadores. Do outro, os moradores nos bairros, mais progressistas. Para 54% dos entrevistados a cidade deveria parar de crescer para aumentar a qualidade de vida. Já para 41% não é preciso diminuir o ritmo de crescimento para se manter a qualidade.